Moradores do bairro Jaraguá são mencionados em sites da Europa e Estados Unidos

Recorte de uma das fotos de Rogério Sousa Silva, o Xuxão, veiculadas no site norte-americano, Urban Pitch
Recorte de uma das fotos de Rogério Sousa
Silva, o Xuxão, veiculadas no site norte-americano,
Urban Pitch
O fotógrafo jaraguense morador do Parque Taipas, Rogério Sousa Silva (conhecido como Xuxão) teve várias de suas imagens publicadas na matéria "Urban Lens: Street Football in São Paulo, Brazil" veiculada no site norte-americano Urban Pitch, em janeiro de 2017.

Quem chamou a atenção para esse fato foi o historiador Rodrigo Gonçalves Bevenuto que está à frente do Coletivo Salve Kebrada, o qual tem como missão reconhecer a comunidade periférica das regiões Norte, Oeste e Noroeste de São Paulo.

O site Urban Pitch, por sua vez, dedica-se a expor histórias, tutoriais e novidades acerca do universo do futebol de rua, freestyle e futsal ao redor do mundo.

Ainda em janeiro de 2017, na Europa, o site Melissocosmos (dedicado a matérias sobre criação de abelhas e produção de mel) publicou uma foto e um artigo acerca do técnico apicultor e botânico autodidata, Nikolaos Argyrios Mitsiotis, que mora no Centro do bairro Jaraguá desde a década de 1970.

Mitsiotis, em 1980, desembarca na ilha da Vitória para a realização do primeiro teste de fecundação natural controlada de rainhas da raça Apis mellifera carniola. Foto: acervo Mitsiotis
Mitsiotis, em 1980, desembarca na ilha da Vitória
para a realização do primeiro teste de fecundação
natural controlada de rainhas da raça Apis mellifera
carniola
. Foto: acervo Mitsiotis
A fotografia publicada em Melissocosmos mostra o momento em que, em abril de 1980, o apicultor jaraguense (na época diretor da Associação Paulista de Apicultores Criadores de Abelhas Melíficas Europeias - Apacame) desembarca na ilha da Vitória, no litoral norte de São Paulo, com vários núcleos de abelhas dotados de 16 mil zangões e dezenas de rainhas virgens com o objetivo de realizar o primeiro teste de fecundação natural controlada de rainhas da raça Apis mellifera carniola.

A experiência tinha como finalidade desenvolver, no Brasil, a produção de rainhas fecundadas de raças europeias para não necessitar importá-las. A importação, segundo Mitsiotis, traz consigo indesejáveis e perigosos agentes patogênicos e ectoparasitas.

O mesmo site também divulgou o artigo "ταν η παγκόσμια μελισσοκομία υποκλίνεται μπροστά σε έναν Έλληνα!!!" ("Quando a Apicultura mundial se curva a um grego", em tradução para o português) que aborda um pouco da história de Mitsiotis no bairro Jaraguá, entre outras coisas.

Em julho de 2016, Mitsiotis havia escrito para o Jaraguá SP Post o artigo "Importância ambiental dos margaridões-amarelos da estação Jaraguá", em que expõe o vegetal como fonte de alimento para variados pássaros e abelhas da região.

Sobre o Autor:
Marinaldo Gomes Pedrosa Marinaldo Gomes Pedrosa é formado em Jornalismo pela UniSant'Anna. Vive no bairro Jaraguá desde 1976.

Comentários

  1. É uma pena que tanta coisa boa esteja sendo engolida por um trabalho de desgaste que parece pretender acabar com a civilização. Aprendi com Nikolaos muita coisa sobre a possibilidade de criar abelhas europeias no Brasil das abelhas africanas e tentei a aventura no Cerrado. A poeira e muita cinza continuam caindo sobre a História. Dia 12 postei meu artigo 1000 no blog em que dou notícias variadas incluindo as abelhas. http://www.mariosanchezs.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meus parabéns pelo seu post número 1.000!!! Obrigado por prestigiar o Jaraguá SP Post!

      Excluir
  2. Parabéns pelo trabalho, o mundo inteiro ainda vai buscar muito o seu site, pois o que existe aí no Jaraguá de trabalho em matéria de ecologia não existe em qualquer universidade, em profundidade e originalidade.

    ResponderExcluir

Postar um comentário